As melhores formas de lidar e aliviar a cólica em bebê

Há raros momentos que cortam tanto o nosso coração quanto ver o nosso bebê chorar, né mamãe? Disso nós entendemos bem, por isso, para te ajudar com essa situação tão difícil, preparamos este post especial.

Primeiramente, sabemos que pode ser complicado decifrar se o pequeno ou a pequena está mesmo com cólica, em especial para as mamães de primeira data. Afinal, a única maneira que eles têm de se expressar é por meio do choro – o que abre espaço para diferentes interpretações: pode ser fome, sono, dor, incômodo…

Nesse sentido, para identificar a cólica em bebê, é necessário analisar outros sinais relacionados. Vamos dar uma olhadinha nos possíveis sintomas:

  • Choro mais agudo e sofrido;
  • Expressões de dor e desconforto;
  • Arquear as costas;
  • Soltar gases;
  • Encolher e esticar as pernas repetidamente e em direção ao abdômen;
  • Barriguinha inchada, que pode ser por refluxo ou por engolir muito ar enquanto chora.

Agora fica mais fácil identificar essa dorzinha impiedosa a fim de tratá-la o quanto antes. Ah! Ainda é importante reforçar que se os sintomas persistirem por muito tempo – mesmo depois de você tentar solucioná-los – procure um pediatra.

Ao confirmar os sintomas da cólica no seu bebê, continue a leitura do texto e siga nossas dicas de como aliviar a dor do seu anjinho:

O que fazer quando o bebê está com cólica

Ver os pequenos sentindo dor é angustiante, e nessas horas é difícil racionalizar o que fazer. Porém, fique tranquila, pois nós procuramos tornar esse momento menos complexo com essas sugestões especiais:

Aposte na sua conexão

Por mais difícil que pareça, mantenha a calma, mamãe! O bebê percebe o seu tom de voz, então tranquilize-o calmamente. Você pode aproveitar a conexão imbatível entre mãe e filho e envolvê-lo, bem embaladinho. O contato físico é muito importante: o calorzinho e o afeto são milagrosos.

Libere os gases do bebê

Depois de mamar, é comum que o bebê solte gases. Fique em pé e apoie a cabecinha dele no seu ombro, dando leves tapinhas em suas costas. Fazer movimento de bicicleta com as perninhas também ajuda a liberar os gases, o que traz alívio instantâneo.

Massagem

Dicas para aliviar Cólica em bebê massagem

Uma massagem suave pode ser muito eficaz: use um óleo, como o de amêndoas, e faça movimentos circulares na barriga do baby, relaxando a tensão muscular. Aplicar essa leve pressão também ajuda a liberar os gases.

Não amamente enquanto houver cólica

Apesar de instintivo, evite amamentar neste momento: mesmo que possa acalmá-lo, a sucção estimula as contrações intestinais, o que piora as dores.

O calor é seu melhor amigo

Além do calor do seu corpo, você pode preparar compressas mornas com um paninho molhado ou dar um banho bem quentinho. Além de aliviar as cólicas, faz com que o sono venha mais facilmente. Caso vocês estejam fora de casa, tenha sempre um paninho na necessaire para emergências como essa.

Posição decúbito frontal

Dicas para aliviar Cólica em bebê como deitar

Eficaz até para adultos, essa posição é de barriga para baixo, com a cabeça virada para um lado. O benefício é que essa posição permite uma distribuição mais uniforme do estresse e da tensão pulmonar, incentivando uma respiração mais adequada nesse momento tenso.

Posição fetal

A posição fetal é outra a ser tentada, excelente para dormir! O bebê está naturalmente acostumado com essa, já que passou 9 calminhos meses nela. Dormir faz com que as dores passem bem mais rápido, então é muito bom incentivar o soninho; só tome cuidado e não deixe de observá-lo o tempo todo!

Remédios

O desejo de acudir o bebê é tão grande que logo pensamos em remedinhos que poderiam ajudar. Mas os bebês são muito sensíveis e podem ter uma reação indesejada a certos medicamentos, então não dê nada sem prescrição pediátrica.

Até quantos meses o bebê sente cólicas?

Mesmo ao aliviar a dor com as nossas dicas, você quer que ela acabe de vez, né? Mas, infelizmente, elas estarão presentes nos recém-nascidos até que completem, mais ou menos, três meses de vida. Esse é o período no qual o sistema digestivo do bebê se desenvolve; é um longo processo para ele se acostumar a receber o leite materno e processá-lo no estômago.

Mas há uma boa notícia! A sua própria alimentação, mamãe, pode ajudar o seu filho a passar por essa fase mais rapidamente. As vitaminas que você recebe (ou deixa de receber) afetam diretamente o desenvolvimento dele através da amamentação.

Portanto, dê uma olhada nos alimentos indicados e não indicados para cólica em bebês:

A alimentação das mamães amamentando

Dicas para aliviar Cólica em bebê alimentos

Sempre ouvimos que devemos “comer em dobro” para proporcionar os nutrientes necessários ao nosso baby, tanto na gestação quanto na amamentação. Embora saibamos que não é bem assim que funciona, quando o assunto é aleitamento materno, é essencial seguirmos uma dieta especial e adequada ao bebê, até mesmo para evitar as temidas cólicas.

Olha só uma lista de alimentos para serem incluídos e excluídos da dieta:

Para evitar

Leite e derivados

O leite de vaca e de outros animais contém proteínas exclusivas da espécie, e o frágil bebê não nasce com a capacidade de processá-las. Eles podem ter reações adversas, características da intolerância à lactose: gases e aumento do movimento do intestino.

Chocolate e cafeína

Nos causa uma dor imensa dizer para você evitar essa guloseima enquanto estiver amamentando, mas é necessário. Tem o mesmo problema anterior da proteína do leite, mas os chocolates também têm cafeína na composição, o que gera agitação e desconforto no bebê.

Leguminosas e carne vermelha

Lentilhas, ervilhas, soja, feijões e carne vermelha são alimentos que possuem tipos de carboidratos que o organismo tem dificuldade em absorver, o que pode levar a uma fermentação no intestino. Se a sua flora intestinal estiver fragilizada, essa fermentação tende a ser ainda maior, o que pode ser transpassado para a criança. Se te causarem qualquer mal estar, evite a carne vermelha e as leguminosas.

Aguente firme, mamãe! Essas restrições são mais rigorosas só no período da amamentação, logo logo chega o desmame e então você poderá comer a quantidade de chocolate que desejar!

Para consumir em abundância

Os clássicos, aliados à sua saúde cotidiana são: frutas, verduras, grãos, cereais integrais e boas fontes de proteína. Não se esqueça também do ferro, do cálcio e das gorduras saudáveis.

Prontinho! Agora você está preparada para identificar, lidar e até evitar futuras cólicas em bebê! Se gostou desse post, confira o restante dos conteúdos do blog Vilma Mirian, que está sempre sendo atualizado com conteúdos preocupados com a sua saúde e bem-estar.

Deixe um comentário