O guia para a chegada do segundo filho: o que a mamãe precisa saber

Ser mãe hoje em dia não é uma tarefa fácil, principalmente com a chegada do segundo filho. Se você está passando por esse momento, com certeza tem várias dúvidas em mente, não é mesmo?

Contudo, fique tranquila, pois ter esse tipo de questionamento é completamente normal! Para te ajudar, a Vilma Mirian preparou uma lista de tudo o que você tem que saber e fazer antes da chegada do seu segundo filho e que vai te tranquilizar. Continue a leitura e saiba mais.

1 – Tente manter a calma

Com a descoberta da chegada do seu segundo bebê, tente pensar que a chegada dele não é sinônimo de você não conseguir dar conta de mais nada. Pelo contrário, você demonstrará ainda mais a sua força interior.

É claro que a próxima fase da vida da sua família vai te exigir um pouquinho mais e o sentimento de angústia também pode surgir, mas saiba que é super natural.

2 – Sua segunda gestação não será igual à primeira

imagem de gravida com as mãos em repouso sobre a barriga

As gestações são diferentes umas das outras, então, talvez, durante o processo de chegada do próximo baby, sintomas que você teve na primeira gestação possam não aparecer na segunda vez.

Certos sentimentos durante a gravidez podem acontecer com todas as mulheres, tanto com mamães de primeira quanto com as de segunda viagem, mas isso não significa que vão vir à tona no seu caso.

Para isso, saiba que hoje existem muitos apps que podem te ajudar durante o período de gestação, capazes de te acalmar diante desse momento de experiências novas e, principalmente, tirar algumas de suas dúvidas sobre a gestação.

3 – Prepare o filho mais velho para receber o irmãozinho

imagem de criança deitada ao lado de bebê

Pode ser que o seu primogênito não esteja preparado para receber um irmãozinho, mesmo porque ele não sabe como é viver a experiência de não ser mais o único filho.

Talvez essa possa ser uma tarefa um pouco difícil para lidar, mas existem alguns passos para você amenizar a mudança repentina na vida do seu pequeno, entre elas:

  • Dar um presente a ele com uma frase do tipo “promovido a irmão mais velho”, que fará com que ele se sinta parte dessa missão que é proteger e cuidar do bebê;
  • Pedir para que ele escreva uma cartinha para o futuro irmão, e que descreva nessa carta como ele imagina a rotina daqui para frente e como acha que vai ser o irmãozinho;
  • Inclua a criança nas decisões de enxoval, roupinhas e até decoração para o quartinho do bebê, fazendo ele sentir que sua opinião também é importante;
  • Também é muito legal o irmão mais velho confeccionar um presente para dar ao caçula quando nascer. Esse presente pode ser um desenho, pintura, colagem ou o que a imaginação da criança permitir!

4 – Prepare-se dia após dia

É comum ter a sensação de que a família não está preparada para receber o segundo filho, então, não hesite em falar sobre isso com o seu parceiro ou outra pessoa de sua confiança, pois você precisa de um ponto de apoio nesse momento delicado.

A dica é desabafar o que você está sentindo, quais são os seus medos, suas vontades e desejos, isso pode ajudar a transformar o período em uma experiência rica e de muita união.

5 – Organize a sua bolsa de maternidade

É muito importante deixar a bolsa de maternidade pronta com antecedência, uma vez que ela vai te acompanhar na fase mais importante da sua gravidez: o pós-parto.

Aproveite e utilize o tempo do início da gestação para pesquisar com calma como é feita a organização, os itens que vão dentro dessa mala e como organizar cada um deles para que você não se esqueça de nada.

6 – Não trate os seus filhos igualmente

Muitas mamães acham que quando a família aumentar, ela inconscientemente tratará seus filhos de forma diferente, mas não se preocupe quanto a isso, pois com a diferença de idade dos seus pequenos, você naturalmente precisará atender necessidades específicas de cada um deles.

Além disso, a partir do momento que o seu primeiro filho se torna o irmão mais velho, ele atinge uma nova posição na família, e consequentemente vai ter consciência disso.

7- Não tenha medo de não amar o seu segundo filho

Filho mais novo fazendo carinho na barriga da mãe grávida

Muitas mamães desenvolvem o sentimento de que não serão capazes de amar o segundo filho da mesma forma que o primeiro, mas não se preocupe, isso não é verdade. Você sentirá o mesmo amor incondicional tanto por um quanto por outro e será capaz de ser a melhor mãe do mundo para os dois.

Gostou do conteúdo? Espero que tenha te ajudado e ainda esclarecido suas dúvidas sobre essa fase, afinal, a maternidade é linda e cheia de surpresas! Se você tem um questionamento que não foi apontado aqui, deixe nos comentários para continuarmos essa conversa.

Para saber mais sobre gestação e maternidade, confira outros posts do blog que preparamos com muito carinho!

Deixe um comentário